Óleo, acrílica ou ALQUÍDICA?
Maria de Fátima Seehagen

Uma possibilidade nova tem provocado os artistas contemporâneos: a tinta Alquídica, encontrada como Alkyds nos principais fornecedores. Conhecida largamente na construção civil e na pintura automobilística, há aproximadamente 20 anos a resina alquídica foi introduzida no material artístico como resposta aos pintores que utilizavam a tinta a óleo por suas possibilidades de ilusão de profundidade, querendo entretanto, usufruir a rapidez de secagem que a tinta acrílica oferece.

Mas, é a tinta alquídica similar à tinta óleo ou à acrílica? - Tanto a uma como a outra! O meio alquídico é fabricado a partir de óleos vegetais naturais, reconhecidamente da soja, polimerizado através da aplicação de álcool e ácido. O resultado desta mistura é uma resina que misturada com um solvente adequado adquire a consistência do óleo de linhaça tradicional, mas que mesmo podendo ser manipulada por aproximadamente 4 horas alcança completa secagem após 24 horas da aplicação. Por seu preparo diferente, o resultado cromático da tinta alquídica se apresenta diferente dos alcançados com o óleo e o acrílico.

E onde exatamente reside esta diferença? Por ter o seu tempo de secagem reduzido, as tintas alquídicas oferecem uma maior possibilidade de pintura em camadas o que propicia a perfeição da sugestão de profundidade que procuramos no óleo. Além disto, por ser o pigmento neste caso diluído em uma resina e não em óleo de linhaça, a tinta não amarela com facilidade tendo uma grande permanência nas cores que, apesar de serem poucas no mercado atual, aproximadamente 30 oferecidas pela Winsor&Newton, podem ser sobrepostas por camadas de cores a óleo caso haja necessidade de um tom muito específico.

Alguns artistas têm relutado quanto à densidade desta tinta por a acharem mais espessa e de difícil aplicação, mas devemos lembrar que poderá ser facilmente diluída em terebintina ou água raz retificada, sem nenhuma perda do brilho e da intensidade. Outros médiuns também podem ser empregados, como o Líquen e o Oleopasto para efeitos mais ralos ou mais densos, respectivamente, oferecendo vantagens notáveis para a aplicação com espátulas da pintura em impasto. Estar aberto ao novo é uma característica do verdadeiro artista e tentar algo diferente, seja qual for o resultado obtido, apenas irá acrescentar conhecimento e discernimento mesmo a um artista experiente!

Os banners abaixo fazem parte do sistema de
divulgação por banners sendo
o conteúdo dos sites expostos
de responsabilidade de seus criadores.